PROGRAMA QUALIDADE NA RECEPÇÃO

CADASTRE-SE Lembrar senha


Manual de boas condutas no uso das redes sociais ou um pouco de “Netiqueta” (Parte 2)

Você, que leu a primeira parte do texto “Manual de boas condutas no uso das redes sociais ou um pouco de ‘Netiqueta’”, confira aqui a sua segunda parte. Caso não tenha realizado a leitura, acesse-a.

Grandes empresas públicas ou privadas – Intel, Embrapa, Volvo – ao traçarem suas estratégias de marketing digital, incluem todos os seus públicos nesse processo, e definem claramente normas de conduta para seus funcionários. Na verdade, essa é uma atitude de precaução, visando minimizar problemas nas plataformas on-line. A definição de normas de conduta para a web segue a mesma linha das regras definidas para o atendimento telefônico, para o dress code da clínica, para a resposta de e-mails aos pacientes, para o atendimento presencial.

Profissionais bem orientados podem estreitar relacionamento com diferentes públicos, promover positivamente os feitos da clínica, compartilhar e receber conteúdos úteis ao trabalho das mais variadas fontes.? Os médicos devem apoiar o uso responsável dessas ferramentas de comunicação on-line e vislumbrar os potenciais benefícios profissionais, institucionais e sociais da atuação de seus empregados e colaboradores nessas mídias.

A seguir, listo 41 dicas de ‘Netiqueta’, divididas em duas partes, que podem auxiliar as secretárias a atuar de maneira pró-ativa (ou pró-empresa) nas redes sociais:

1 - Regras básicas de boa convivência, de educação, adotadas dentro da clínica, são válidas para ambientes on-line também;

2 - Respeite para ser respeitado e trate o outro como você gostaria de ser tratado;

3 - É falsa a impressão de que nas redes sociais é permitido falar de tudo, de qualquer maneira, sobre qualquer pessoa ou empresa, sem haver consequências ou penalidades. Fique atento, pois participar das redes sociais é um ato de caráter público;

4 - Você será responsável por tudo o que publicar, assim como é pelo que faz no dia a dia, com uma importante diferença: geralmente não há provas do que você fala em uma mesa de bar, mas na internet tudo fica registrado;

5 - Antes de responder ou fazer um comentário, verifique o que outras pessoas já comentaram para evitar repetições desnecessárias e mal-entendidos. Seja prudente, seu comportamento na web diz muito sobre você;

6 - Nunca tente calar usuários que se comportam de maneira inconveniente. Deixe a moderação por conta dos moderadores;

7 - Nunca responda de forma grosseira, mesmo que usem de grosseria contra você. Pessoas inteligentes privilegiam os argumentos contra a falta deles. Quando a pessoa não merecer sua atenção por falta de modos, simplesmente a ignore;

8 - O ambiente on-line é um meio rápido de troca de mensagens, onde a agilidade e a objetividade são fundamentais. Não deixe as pessoas sem respostas. Se ainda precisa apurar a questão, indique que está fazendo isso. E dê retorno o mais breve possível;

9 - Peça permissão ao autor antes de retransmitir uma mensagem enviada pessoalmente a você;

10 - Não responda de “cabeça quente”. Quando receber uma mensagem que a perturbou, espere um pouco para responder;

11 - Não torne públicas mensagens de caráter pessoal. Para isso, utilize o e-mail;

12 - Aceite críticas educadamente. Veja o que pode ser levado como aprendizado. Mesmo que não concorde inicialmente, agradeça e siga em frente;

13 - Respeite o tempo das pessoas e o da clínica. Conversas longas de interesse privado não devem ser feitas no horário de trabalho;

14 - A diplomacia deve ser uma prática constante no ciberespaço, pois as boas maneiras são sempre bem-vindas e devem ser exercitadas em todos os meios onde os relacionamentos acontecem;

15 - É permitido mencionar no seu perfil pessoal que você trabalha na Clínica X, Y, Z. Já a administração da conta pessoal não deve ser feita usando e-mail institucional;

16 - Você pode postar fotos em seu perfil pessoal com alguma identificação do consultório/clínica onde você trabalha. Avalie apenas se a imagem não prejudica a reputação ou a identidade visual da clínica;

17 - Materiais disponíveis no site oficial da clínica, como imagens, matérias jornalísticas, publicações, podem ser divulgados ou mencionados em conversas nas redes sociais;

18 - A troca de informações, mesmo em grupos de discussão restritos, deve ser feita com cautela. Dados sigilosos divulgados podem vazar, gerando problemas para a clínica e para quem os compartilhou;

19 - Se aparecer um comentário passível de resposta no seu perfil pessoal, entre em contato com quem tem competência para falar sobre o tema. É essa pessoa ou um porta-voz definido pela clínica que deve responder ao questionamento;

20 - Valorize os perfis oficiais da clínica e interaja com eles. Ofereça sugestões de conteúdo. Se gostou, clique no botão “curtir”, recomende a leitura para quem teria interesse no tema;

Confira a continuação das dicas para tornar-se uma atendente pró-ativa na terceira parte do texto “Manual de boas condutas no uso das redes sociais ou um pouco de ‘Netiqueta’”.


< VOLTAR

Últimas