PROGRAMA QUALIDADE NA RECEPÇÃO

CADASTRE-SE Lembrar senha

Por que a dicção e articulação são importantes para o atendimento?

A dicção é a articulação correta dos sons de todas as sílabas das palavras que pronunciamos. Ela tem influência direta na qualidade da comunicação e, consequentemente, no atendimento ao paciente. Sotaques e outras características pessoais à parte, a dicção é muito importante para fazer com que a mensagem chegue de forma adequada ao interlocutor, que pode ser o paciente, o médico ou o contato nas operadoras de saúde.

Alguns dos problemas de dicção mais comuns são a fala em ritmo excessivamente rápido ou lento, língua presa, falar com os lábios semicerrados, alto ou baixo demais ou falar pelo nariz. Além deles, é preciso saber falar de forma coerente e coesa, ligando as informações de um modo lógico, para que a mensagem tenha organização e sentido. Esses cuidados se tornam ainda mais importantes no atendimento telefônico.

Existem exercícios e atitudes que podem ser tomadas para ajudar a superar alguns desses problemas e se aproximar de uma dicção considerada ideal. Veja a seguir dicas para tentar corrigir possíveis problemas e adequar sua dicção.

Volume – pegue uma mão e coloque em forma de concha em uma das orelhas, pronunciando o seu nome. Depois, coloque uma mão em cada orelha, em forma de concha e repita. No primeiro exercício, você ouvirá a sua voz em “mono” e, no segundo, em “estéreo”. Faça isso de vez em quando para você perceber o ritmo e volume da sua voz e fazer os ajustes necessários. Você também pode usar o seu celular para gravar o que falar e comparar depois.

Ritmo – você fala de forma lenta, rápida ou normal? Se possível, busque sempre falar em um ritmo normal. Quem pensa de maneira rápida tem a tendência de falar no mesmo ritmo. Lembre-se de que a velocidade do pensamento é infinitamente maior que a da fala.

Fala lenta – pronuncie algumas frases com rapidez, parecido com um locutor esportivo, e de forma eloquente, como se estivesse discursando para um grande público. A repetição fará com que você se aproxime de um ritmo mais próximo do normal.

Língua presa – caso você tenha a língua presa e troque o “R” pelo “L”, pegue um lápis de seis lados ou caneta Bic e coloque horizontalmente na boca, a língua por cima e pronuncie algumas frases que ajudem você a enfrentar esse problema.

< VOLTAR

Últimas