PROGRAMA QUALIDADE NA RECEPÇÃO

CADASTRE-SE Lembrar senha

Como falar corretamente na recepção?

Por Gabriela Lopes


A voz é uma das ferramentas de trabalho mais importantes da recepcionista. E a forma de utilizá-la influencia a relação com os pacientes. Por isso, é preciso observar alguns aspectos relacionados à voz. A expressão verbal é formada por seis fatores: a dicção, o tom, a velocidade, o ritmo, o vocabulário e a gramática. Nesta semana abordaremos a dicção, o vocabulário e a gramática. Afinal, falar o português de forma correta é essencial em toda profissão, certo?

A dicção é o ato de pronunciar corretamente as palavras, de maneira articulada para adequar os sons. Para isso, deve-se falar com calma evitando “atropelar” sílabas e letras ao falar. As letras que ocasionam falhas mais frequentes são o R, o I e o S. Por exemplo: em vez de dizer “exprimi”, diga “exprimir”. A forma correta é "braseiro” e não “brasero”. Prefira também “os pacientes” em vez de “os paciente”. E cuidado para não pronunciar “atendemu” em vez de “atendemos”.

Algumas palavras criam dúvidas devido à sua pronúncia, o que pode interferir até na escrita. Tenha cuidado especial com as seguintes palavras:

Certo Errado
Absoluto Abissoluto
Advogado Adevogado
Adivinhar Advinhar
Afrouxa Afróxa
Disenteria Disinteria
Designar Desiguinar
Difícil Difícel
Doze Douze
Estoura Estóra
Fácil Fácel
Freada Freiada
Frustrado Frustado
Ignorante Ingnorante
Mendigo Mendingo
Optar Optar
Prevenir Privinir
Privilégio Previlégio
Problema Pobrema
Próprio Própio
Psicologia Pisicologia
Registro Rezistro
Tábua Tauba
Tóxico Tóchico
Varia Vareia

Além da dicção, para se ter uma boa expressão verbal é preciso obter um conjunto amplo de palavras, ou vocabulário. Ao lado dele, a recepcionista deve conhecer as regras gramaticais fundamentais. As secretárias devem preferir palavras agradáveis e simpáticas, ao invés de gírias e palavrões ao falar com os pacientes.

Em relação à gramática, não é necessário conhecer todas as regras da língua portuguesa. Porém, o que mais conta na hora do atendimento é a falta de domínio entre o tempo dos verbos e a concordância entre as palavras. Alguns erros comuns na hora do atendimento podem ser evitados, tais como:

Errado Certo
Quando estiver voltado Quando tiver voltado
Quando tiver aqui Quando estiver aqui

Como evitá-los?

Não confunda ter e estar. Tiver e tivesse são do verbo ter (eu tenho, ele tem), enquanto estiver e estivesse são formas de estar (eu estou, ele está).

Errado Certo
Seje feliz Seja feliz
Espero que esteje bem Espero que esteja bem

Como evitá-los?

Os verbos ter e estar, no subjuntivo, terminam sempre em -a, nunca em -e: estejam, sejam, seja, esteja.

Errado Certo
Você tem menas chances Você tem menos chances

Como evitá-los?

A palavra menas não existe em português. O advérbio menos não varia de gênero.

Errado Certo
Meio-dia e meio Meio-dia e meia

Como evitá-los?

Meia se refere à hora (meia-hora). Por isso não se pode utilizar meio, que, no início da expressão, se refere ao dia.


< VOLTAR

Últimas